Skip navigation

Monthly Archives: dezembro 2008

É complicado. Eu tento altivamente segurar a minha onda. Mas confesso que não é fácil. Tudo se transpõe de uma forma ao peculiar e ao mesmo tempo familiar, no âmbito literal da palavra, que minha impetuosidade não consegue deixar de acompanhar. Queria ser mais fria às vezes. Talvez me ajudasse mais a dar vazão aos meus raciocínios necessários e as devidas atitudes que tenho que tomar no dia a dia. Pra melhoria da minha vida, pras coisas fluirem com mais calma. A sensação que tenho é que sim, elas fluem, mas as vezes meio apertadas, aguniadas, exatamente como me sinto em relação à elas. É muito estranho. Pois não depende só de mim. Se for tentar corresponder às expectativas alheias, se viver em função delas… É melhor nem viver.

Anúncios